Manacá

Manacá-de-cheiro (Brunfelsia uniflora)

 

Reino: Plantae

Clado: angiospérmicas

Clado: eudicotiledóneas

Clado: asterídeas

Ordem: Solanales

Família: Solanaceae

Gênero: Brunfelsia

Espécie: B. uniflora

Nome Científico: Brunfelsia uniflora

Nomes Populares: Manacá-de-cheiro, Caágamba, Gerataca, Geretataca, Manacá-de-jardim, Mercuri, Mercúrio, Romeu-e-julieta

Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Árvores, Árvores Ornamentais

Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical

Origem: América do Sul, Brasil

Altura: 1,8 a 3 metros

Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno

Ciclo de Vida: Perene

 

O manacá-de-cheiro, como o próprio nome diz, é extremamente perfumado, além disso suas flores mudam de cor assim como o manacá-da-serra. Inicialmente elas são azul-arroxeadas e com o passar do tempo, vão clareando até tornarem-se brancas. Com isto, durante a floração, o manacá-de-cheiro apresenta um colorido muito especial. O manacá-de-cheiro é muito parecido com o jasmim-do-paraguai (Brunfelsia australis). A floração ocorre na primavera e verão.

É considerado um arbusto, mas com facilidade torna-se uma arvoreta, se eliminarmos as brotações que surgem das raízes, podendo atingir 3 metros de altura. Suas folhas são ovais e lisas. Sua utilização no paisagismo é muito ampla, podendo ser cultivada isolada ou em grupos, tendo-se o cuidado de não plantá-la próxima à dormitórios de crianças e pessoas mais sensíveis, devido ao forte perfume.

O manacá-de-jardim ou manacá-de-cheiro (Brunfelsia uniflora) é uma árvore da família Solanaceae com origem na Mata Atlântica, no Brasil.

Devem ser cultivadas a pleno sol, em solo fértil enriquecido com matéria orgânica, com regas regulares. Tolera sombra parcial, aceita bem podas de formação e aprecia o frio. Multiplica-se por estaquia e por sementes.

É uma árvore de folhas pequenas e permanentes, de crescimento de velocidade média e que pode atingir cerca de 3 metros de altura, com 2 metros de diâmetro da copa arredondada. A floração decorre entre setembro a março e produz flores inicialmente lilases que vão, ao longo do tempo, embranquecendo. A frutificação é do tipo cápsula. A propagação é por mergulhia e não suporta transplante.

Esta espécie é muito utilizada como ornamento, pela sua beleza e perfume. Durante todo o ano é possível ver na sua proximidade a borboleta-do-manacá, que deposita os ovos apenas nas folhas dessa planta, que é o único alimento de suas larvas. A lagarta peculiar, preta com listras amarelas, é adaptada resistir às toxinas desta planta. As folhas, raiz e frutos do manacá-de-jardim possuem propriedades medicinais mas, em grandes quantidades são tóxicos para animais domésticos e o homem, podendo causar vômito, diarréia, tremores, falta de coordenação, tosse e letargia por vários dias.

 

Referências:

Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Brunfelsia_uniflora. Acessado em: 23 jul 2021.

Disponível em: https://www.jardineiro.net/plantas/manaca-de-cheiro-brunfelsia-uniflora.html. Acessado em: 23 jul 2021.

Os comentários estão encerrados.