Kalanchoe

Flor-da-fortuna (Kalanchoe blossfeldiana)

 

Reino: Plantae

Divisão: Magnoliophyta

Classe: Magnoliopsida

Ordem: Saxifragales

Família: Crassulaceae

Gênero: Kalanchoe

Espécie: K. blossfeldiana

Nome Científico: Kalanchoe blossfeldiana

Nomes Populares: Calanchoê, Calancoê, Calandiva, Flor-da-fortuna, Flor-do-papai, Kalanchoê, Kalandiva

Categoria: Cactos e Suculentas, Flores Perenes

Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical

Origem: África, Madagascar

Altura: 0,3 a 0,4 metros

Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno

Ciclo de Vida: Perene

 

Planta suculenta, de folhas com margens rendadas. O calanchoê tem um significado especial, considerada a flor-da-fortuna e da felicidade é muito presenteada entre amigos e parentes. Suas flores podem ser simples ou dobradas de muitas cores diferentes, com grande durabilidade. As variedades de flores dobradas são chamadas de Calandivas ou Kalandivas.

Plantadas em vasos têm sua beleza exaltada, porém podem ser plantadas no jardim formando maciços e bordaduras, acrescentando um colorido original. Apesar de perene, deve ser tratada como anual por perder a beleza, salvo em algumas variedades.

Devem ser cultivadas a pleno sol ou meia sombra, em solo composto de terra de jardim e terra vegetal, bem drenável, com regas regulares. Em regiões de verão muito quente, é interessante proteger o calanchoê do sol forte entre às 11 e às 14 horas. Tolerante ao frio. Multiplica-se facilmente por estaquia e alporquia.

A flor-da-fortuna (Kalanchoe blossfeldiana) pertence à família das crassuláceas, originária da África.

Possui folhas suculentas sendo resistente ao calor e a pouca água.

Os tons desta linda flor, variam entre vermelho, alaranjado, amarelo, rosa, lilás e branco. Geralmente alcança uma altura máxima de 30 cm e se adapta a um solo solto bem drenado e fértil. Os locais indicados para o cultivo são lugares bem iluminados (varandas e jardins), pois a planta é bastante resistente.

A flor-da-fortuna aprecia um solo rico em matéria orgânica, poroso e muito bem drenado, além da adubação anual para auxiliar na floração que ocorre entre o final do outono ao início da primavera.

As folhas e as flores não devem ser molhadas, porque podem apodrecer. Muita água é ruim; regar com pouca água, o suficiente para que um pouco escorra no pratinho – duas vezes por semana no verão e uma vez no inverno será perfeito. Retire as hastes à medida que as flores vão murchando.

 

Referências:

Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Flor-da-fortuna. Acessado em: 22 jul 2021.

Disponível em: https://www.jardineiro.net/plantas/calanchoe-kalanchoe-blossfeldiana.html. Acessado em: 22 jul 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *