Jiló

Jiló (Solanum aethiopicum)

 

Reino: Plantae

Divisão: Magnoliophyta

Classe: Magnoliopsida

Ordem: Solanales

Família: Solanaceae

Género: Solanum

Espécie: S. aethiopicum

 

É o fruto da planta herbácea jiloeiro, muito cultivada no Brasil. O fruto tem um característico sabor amargo. É originário da África Ocidental. O jiloeiro pode atingir entre um e 1,5 metros de altura. Os ramos são verdes, cilíndricos e alongados, tem folhas de formato oblongo, recobertas por pelos, principalmente na lauda inferior. As flores são brancas, dispostas de duas a três, em pequenos racemos com pedúnculo curto. O fruto pode ser oblongo, alongado ou quase esférico, conforme a variedade, de coloração verde-clara ou escura e com massa de catorze a dezessete gramas. “Jiló” origina-se do termo quimbundo njilo.

O jiló contém carboidratos (3 a 6%), proteínas (1,4%), sais minerais como cálcio, fósforo e ferro e as vitaminas B5 e C.

A vitamina C contida no jiló é perdida na etapa de cozimento.

 

Referência:

Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jil%C3%B3. Acessado em: 12 jul 2021.

Os comentários estão encerrados.