Encontro Anual de Formação Carmelita

Após um dia de reflexão com toda a equipe dos Colégios da Congregação das Irmãs Carmelitas da Divina Providência, nossa professora Fabiana Kimus (Professora de Língua Inglesa) nos presenteou com este lindo texto resumindo a vivencia de Santa Teresa D’Avila e São João da Cruz.

“Teresópolis, 31 de maio de 2021.

 

Que afago em minha alma foi o encontro anual de educadores Carmelitas, ocorrido no último sábado, dia 29 de maio. Que sorte a minha ter participado deste encontro onde tivemos a chance de conhecer um pouco mais das vidas de Santa Teresa D’Ávila e de São João da Cruz, através das palavras sábias e profundas de Ana Maria Scarabelli, que com seu doce sotaque mineiro transformou nosso dia.

Em um momento tão doloroso como os dias de hoje, quando incertezas e medos nos afligem enormemente, conhecer um pouco da história e dos ensinamentos de Santa Teresa e São João da Cruz nos fazem mais acalentados, serenos, mas fortes e determinados a prosseguirmos, assim como eles mesmos o fizeram.

Santa Teresa, com sua fé e determinação, nos ensina a conhecermo-nos, aprofundarmo-nos em nós mesmos. Pois esse encontro consigo é fundamental para chegarmos a Deus. Nem sempre é uma tarefa fácil, pois esse aprofundamento, essa busca, requer de nós um exercício diário, uma entrega constante, cada vez mais profunda. O silêncio e a oração são os caminhos para este encontro consigo, e, assim com Deus.

Santa Teresa e São João da Cruz nos fazem um convite para entrarmos nesse castelo interior que é alma, cuja porta de entrada é a oração, o silêncio. Nesse castelo chamado alma há muitos aposentos, assim como no firmamento há muitas moradas. Façamos da oração um caminho até o Pai, assim como Santa Teresa o fez.

Para a Doutora da Igreja, a oração é o caminho mais rápido e seguro para se alcançar a união com Deus.

Que almas corajosas e humildes foram estes dois! Que possamos seguir os exemplos de Santa Teresa e São João de Deus em seu convite à uma vida mais interiorizada e em comunhão com Deus.

Ana Maria fala que às vezes não queremos crescer, para sermos carregados pelo Pai. Queremos o Seu colo, pois esse é o único que nos acolhe e conforta profundamente. Espero que possamos ter este encontro conosco e com Deus, sermos colo também para nós mesmos e para o próximo, criarmos essa intimidade com Deus, através do autoconhecimento e espiritualidade, como Santa Teresa nos ensinou. Que nossas noites escuras nos sirvam para o amadurecimento espiritual, como pregava São João da Cruz.

Sejamos ainda humildes, através da caridade e do autoconhecimento, para comungarmos ainda mais profundamente com Deus Pai, nosso criador.

Com gratidão,

Fabiana Kimus – Professora de Língua Inglesa.”

Os comentários estão encerrados.